You tube

segunda-feira, 13 de abril de 2009

De olhos vermelhos, de pelo branquinho...

-Feliz Páscoa mamãe!!!

Foi assim que eu acordei nessa manhã especial, mas o contrário do que eu suspeitava, ela não correu a casa procurando uma surpresa do coelhinho. Ficou um tempão assistindo a casa do mickey e eu já estava a ponto de pedir que ela fosse até a cozinha pegar um copo de água pra mim quando finalmente ela lembrou de um ovinho que estava na geladeira (presente do Cícero) e que eu disse que ela só poderia abrir na manhã de páscoa.
Na noite anterior a casa estava uma bagunça, já que eu resolvi que ao invés de passar o feriado limpando a casa, iríamos passear um pouco. Enfim, o cenário não estava agradável para essa data especial...
Também não consegui sair sozinha para comprar um ovo para ela, então deleguei a tarefa a Vaninha, que junto com a Wal, se encarregaram do problema maior.
Chegaram por volta de uma da manhã e foi então que me finalmente me inspirei a dar aquela geral no ambiente...


Valeu a pena, quando chegou no meio da escada, voltou com os olhos arregalados:
-Desce comigo mamãe, tem pegadas na escada e uma cesta cheia de chocolate... Acho que o coelhinho encontrou nossa casa dessa vez.

Ela ficou radiante com os ovos espalhados pela sala, olhava todos os detalhes, satisfeita com a surpresa do coelhinho, mas astuta e investigativa, indagava porque ele não teria ido até seu quarto, como a casa estava tão arrumada, por onde ele havia entrado e como teria saído.
Convencida com meus argumentos, abriu todos os ovos, brincou com todos os brinquedos e pediu que eu ligasse para a Isabella, para compartilhar sua experiência emocionante.

Foi assim nossa manhã de Páscoa perfeita.

3 comentários:

Soraya Cruz Wallau disse...

Ai q legal!
O Tutu seguiu uns pintinhos q o coelhinho colocou na escada, mas como o coelhinho tinha poucos pintinhos, e zero de criatividade, logo do começo da pista dava pra ver a cesta. hahaha. Ele adorou a páscoa e ficou o dia todo procurando por onde o coelhinho entrou. hahaha
Bjos!!!

Samara L. disse...

Que coisa mais fofa!
Tem coisas que só um filho faz pela gente. Emoções que não vou conhecer. Beijos.

irado disse...

confesso que senti incontida emoção, lembrando de minha própria infância (nem brinquedos tinha - risos - o que dirá de chocolate) e da infância que dei aos meus filhos (com chocolate) e agora, a infância que êles vêm dando às minhas netas (com chocolate, pegadas de coelho subindo pelas paredes, uma festa).

a vida, quando se é criança, é uma eterna festa - mesmo sem chocolate :)

ursa: "a vida é curta, curta"; e, acredite em mim, a infância de tua filha vai te parecer curta demais, mesmo que vc consiga arrasta-la por vários anos. Ficará a saudade, num grau que vc nem sequer imagina, hoje em dia.

quando voltar, vou pedir para não passar dos 4 anos..