You tube

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Escrevendo certo por linhas tortas

Ando com uma baita vontade de escrever, sobre várias coisas mas sabe quando você deixa de frequentar um lugar que era super familiar e lá se vão dias, semanas, meses e você nem percebeu o tempo passar.
Não percebeu numas, porque quando você retorna tem a impressão que o lugar ficou menor, mais feio, parece até desgastado, sujo e com cheiro de mofo.
É assim que eu estou sentindo essa experiência de volta...
Paredes descascadas à parte, muita coisa aconteceu e espero colocar em dia, ainda que não de uma só vez.
Eu disse que minha filha conseguiu uma bolsa de estudos numa ótima escola aqui em Santos, confesso que eu mesma não tinha noção do quão boa seria.
A Agatha é inteligente e eu tenho notado um progresso muito rápido, nos primeiros meses ela apanhou com a letra cursiva, mas no fim do trimestre já havia dominado a escrita. Essa semana ela anda arquitetando planos mirabolantes para modificar várias coisas na escola.
Acho engraçado o modo como ela é diplomática e acha que tudo pode ser consertado com conversa e mostrando o seu ponto de vista.
-Mamãe, você tem que colocar no papel pra mim porque eu vou ter que falar para toda a classe.
Sua lista tem alguns pontos importantes que ela faz questão que eu não esqueça no relatório:
  • Tem que falar pra tia que se a gente quebra a mochila de uma pessoa sem querer e pede desculpa, não precisa ficar de mal. (Eu colocaria que ficar de mal, deveria ser proibido.)
  • O uniforme da escola deve incluir saia e short-saia, porque as meninas gostam de usar saia. (Não é?)
  • Nas férias, a professora não pode dar lição apenas para alguns alunos e para outros não. (Eu falei que essa regra não era muito popular.)
  • No final de semana não pode ter dever de casa. (Justo.)
  • E não pode dar mais do que duas páginas de lição por dia. (Aí  já é folga!)
  • Na hora do lanche, cada aluno devia pegar o que estivesse com vontade, sem precisar pagar, era só colocar na bandeja e levar pra mesa. (Essa eu achei boa!)
  • Tem que colocar um playground urgente. (Usar o horário do "recreio" só para comer é chato mesmo!)
  • Na aula de informática, as crianças devem acessar a internet. (Será que não basta o dia inteiro em casa?)
Já disse que ela é inteligente né? Quando cheguei em casa, disse que tinha organizado os assuntos que ela queria conversar na escola e ela vetou falar nos uniformes, deveres de casa, do lanche, playground e internet, disse que não ia adiantar, porque a escola não ia permitir nada disso e a professora poderia até ficar brava.
auhauhauhuahuahuahu
No final das contas ela se prendeu no que a estava incomodando o tempo todo, a menina que brigou com ela porque o fecho da mochila prendeu no seu fecho da mochila e quebrou, pois em decorrência disso a garota não brincou mais com ela.
Gosto de ver como ela administra suas frustrações, e prevejo que com a intervenção da professora essa briga não dura até o final da semana.

2 comentários:

Samara L. disse...

A Tata é muito tudo de bom!!!
Ainda bem que voltou a escrever, já que MSN virou lenda. Sinto saudades, pô!
E vê se muda essa assinatura. O certo é: "Klimeika de nascimento e Moreira da Silva de preguiça de mover a papelada (e a vida...) Burrice só seria se ainda estivesse com ele.
Beijo.

Elisabeth Klimeika do Nascimento e Moreira da Silva de Burrice disse...

Que saudade Samara!
Daria até pra ligar o msn no trabalho, mas as máquinas no trampo estão com problema de junta, se eu estiver usando o msn e cair um raio cima, a Jararaca vai dizer que é
por causa do msn.
Entende o que eu quero dizer? Não vale a pena.
Tenho acompanhado suas postagens, mas não dá pra comentar pelos mesmos motivos.
Vou mudar a assinatura sim...

A gente se fala.

Bjus.